QES – Queen Elizabeth's School

Fundação Denise Lester - Queen Elizabeth's School

"Look up, you always find a star in your life" - Margaret Denise Eileen Lester, O.B.E.

Oferta Complementar – Projeto Curricular de Inglês

A LÍNGUA INGLESA NO CURRÍCULO DA QES

O Projeto Educativo da Queen Elizabeth’s School (QES), assenta no estreitamento dos laços históricos, culturais e atlânticos entre Portugal e o Reino Unido, mantendo o culto da Aliança mais antiga do mundo e no ensino precoce do inglês como Segunda Língua em contexto bilingue. Esta Escola foi concebida de raiz como uma escola inglesa para crianças portuguesas cujos pais ou encarregados de educação pretendam uma educação inglesa coextensiva com a portuguesa nas valências de Creche, Educação Pré-Escolar e 1º Ciclo do Ensino Básico, procurando sempre acompanhar os programas de ensino vigentes em instituições de ensino britânicas do mesmo nível etário.

Desde 2008 o QES tem vindo a utilizar uma metodologia inovadora aplicada em alguns países da União Europeia no domínio da Aprendizagem Integrada de Línguas e Conteúdos (AILC)/Content and Language Integrated Learning (CLIL) que associa a aprendizagem de uma segunda língua ao ensino de certos conteúdos disciplinares e temáticas transversais a todas as áreas curriculares.

A QES tem participado em parcerias no âmbito de programas de intercâmbio educativo a nível nacional e internacional, é membro do Instituto Britânico no Programa de Parceria de Exames denominado “Addvantage”; Centro de Exames n.º 43457 do Trinity College London; e, desde 2013, foi aprovada como “Cambridge International School” e “Cambridge Primary School” do Programa Internacional Educativo e de Exames da Universidade de Cambridge (www.cie.org.uk).

No ano de 2014, os alunos do pré-escolar e do ensino básico realizaram pela primeira vez o exame de artes performativas (Trinity Stars: Young Performers In English Award) do Trinity College, London. Este exame foi realizado pela primeira vez em Portugal nesta Escola, consistindo na elaboração da sinopse, de um guião, na construção dos cenários e adereços, na caracterização das personagens e na apresentação de uma peça de teatro ou musical em inglês que faça uso de vocabulário e funções linguísticas adequadas ao grupo etário dos alunos.

A QES tem vindo a apostar na internacionalização do seu currículo, tendo coordenado duas parcerias multilaterais entre escolas europeias no âmbito do Programa Setorial Comenius com a duração, respetivamente, de dois anos letivos (Programa de Aprendizagem ao Longo da Vida), entre setembro de 2010 a setembro de 2012, denominado “FLY-Fun Learning for Youngsters” (www.flyproject.org) e três anos letivos (Programa Sócrates), de setembro de 1999 a junho de 2002, denominado “European Citizens of Tomorrow”. 

O ensino do Inglês é validado internacionalmente pelos “Young Learners English Tests” da Universidade de Cambridge (Starters, Movers e Flyers) desde 1998, pelos “Integrated Skills in English” desde 2009 (ISE 0, ISE I e ISE II) e Graded Examinations in Spoken English (GESE 7 e GESE 8) do Trinity College London,  correspondentes aos níveis A1, A2, B1 e B2 do Quadro Europeu Comum de Referência para Línguas do Conselho da Europa. A QES foi o primeiro Centro de Exames do Trinity College London em Lisboa.

Foi implementado no ano letivo de 2014/2015 o Programa Internacional de Educação Bilingue da Universidade de Cambridge no currículo da escola, de forma gradual e progressiva, tendo passado a fazer parte do horário letivo as disciplinas de Matemática e Ciências lecionadas em inglês seguindo o programa Primary Maths e Primary Science da Universidade de Cambridge em complementaridade com o programa oficial português do 1º Ciclo do Ensino Básico. No ano letivo 2014/2015 os alunos da QES  realizaram os Cambridge Primary Maths/Science Progression Tests, tendo sido adotados os manuais escolares editados pela Cambridge University Press, destinados à concretização das aprendizagens deste Programa Internacional. No ano letivo 2015/2016, os discentes da QES serão avaliados pelos Cambridge Primary Maths/Science Checkpoint Tests, com vista à obtenção do Cambridge Primary Certificate for Schools.

 

cambridge-international-shool_diploma-300x424addvantage certificatre

CRECHE E JARDIM DE INFÂNCIA

Depois de alguma pesquisa sobre “Educação de Imersão” praticada em algumas escolas de outros países, nomeadamente no Canadá, podemos concluir que o sistema adotado pela QES é de Imersão Parcial. Na infantil, o ensino da língua inglesa como segunda língua é feito tal como na língua mãe, através de uma aprendizagem individual centrada no desenvolvimento da compreensão e expressão oral, privilegiando a expressão dramática e musical  como auxiliares. Estas duas expressões são utilizadas na aprendizagem da língua inglesa como ferramentas para o enriquecimento e consolidação do novo vocabulário adquirido. Visa-se incentivar a criança a adquirir competências básicas na área da comunicação, com especial ênfase para a compreensão e oralidade, tendo em conta a aprendizagem futura da leitura e da escrita. É promovida uma interação oral fundamental na sala de aula, relativamente à compreensão e domínio do vocabulário, à fluência da conversação e à pronúncia. Na QES as crianças são iniciadas na aprendizagem do inglês aos 12 meses através de canções, jogos, rimas e histórias infantis inglesas, sendo, por isso, naturalmente e gradualmente expostas aos costumes e tradições da cultura britânica.

A criança só passa para a fase de iniciação à leitura e à escrita, na transição para o 1º ciclo do ensino básico, depois de já estar familiarizada com a linguagem oral. Na Infantil a língua inglesa é exposta aos alunos em todas as áreas de atividade da creche e pré-escolar numa base bilingue, havendo uma interação entre a educadora e a professora de Inglês, nomeadamente a nível do desenvolvimento do projeto das atividades de sala e nas festas escolares.

No pré-escolar os alunos fazem o exame de artes performativas do Trinity College London, Trinity Stars, , Stage II (www.trinitycollege.com/site/?id=2954), com a idade de 5 anos.

ENSINO BÁSICO

O currículo de inglês da Queen Elizabeth’s School foi concebido a fim de ter coerência, progressão e continuidade desde a Creche até ao 1º Ciclo do Ensino Básico. Neste nível de ensino, a língua inglesa é utilizada como meio de aprendizagem de conteúdos disciplinares nas áreas das Ciências (Estudo do Meio), Matemática e Tecnologias da Informação e da Comunicação (TIC). De um modo geral, as estratégias de aprendizagem são apoiadas por imagens, objetos, mímica, rimas, exercícios ritmados, canções, dramatizações, pela consulta de sites aconselhados pelo Programa Internacional Primário da Universidade de Cambridge, pela construção de um glossário de palavras e conceitos específicos das disciplinas lecionadas em inglês (subject related language) e por outras atividades que ajudem os alunos a transferir conhecimentos da língua mãe para a segunda língua. Nesta conformidade, os alunos são expostos a conteúdos disciplinares utilizando recursos educativos autênticos do país da língua que é lecionada, os quais são adaptados ao nível dos conhecimentos linguísticos dos alunos, o que faz com que a aprendizagem integrada de conteúdos e língua seja mais apelativa e eficaz na promoção de maiores níveis de proficiência na aprendizagem da segunda língua, nas quatro competências a seguir referidas:

  • Compreensão – o aluno deve compreender o que ouve dentro de um contexto. Deve ser capaz de reconhecer palavras e frases e perceber o que querem dizer, compreender instruções do professor, compreender a mensagem de algumas canções, rimas, contos e livros infantis, perceber quando lhe estão a falar no passado, presente, futuro e ações continuadas no tempo.
  • Oralidade– o aluno deve ser capaz de se exprimir de forma clara, principalmente com crianças da mesma idade e também adultos em situações do dia-a-dia tais como: pedir informações, indicar direções, exprimir gostos e opiniões sobre assuntos do seu dia-a-dia.
  • Leitura – o aluno deve ser capaz de compreender o que lê sem necessidade de tradução. Deve conseguir ler e compreender pequenos artigos de jornal e de revistas, livros infantis e peças teatrais adequados à sua faixa etária. Também deve saber usar o dicionário para procurar vocábulos novos, ser capaz de  compreender textos escritos em discurso direto e indireto, entre outros.
  • Escrita– o aluno deve ser capaz de escrever pequenos textos apropriados à sua idade, assim como compreender e responder a perguntas de interpretação sobre textos escritos. Deve saber utilizar vocabulário que conhece, escrever postais, cartas, e-mails, pequenas histórias e artigos para um  jornal de turma ou da escola, e ser capaz de falar sobre si próprio, a sua família, os seus passatempos e expressar opiniões sobre assuntos do dia-a-dia.

Na QES o ensino do Inglês é inserido no contexto da cultura britânica que é trazida para o dia-a-dia da nossa escola, com a celebração de acontecimentos históricos, culturais e sociais relacionados com o Reino Unido. É de mencionar que ao longo do ano letivo são levadas a cabo muitas atividades educativas que fazem parte das tradições britânicas, como sejam: a comemoração do dia do Guy Fawkes, do Poppy Appeal, do St. George’s Day, do Sports Day e do Nativity Play, cuja apresentação é sempre acompanhada pelos tradicionais Christmas Carols.

No 4º ano, o professor de expressão dramática desenvolve um projeto nesta área com os professores de inglês que culmina na apresentação, aos encarregados de educação, de duas peças de teatro adaptadas de obras infantis da literatura inglesa, em que a língua utilizada é o inglês. Estes alunos realizam o exame do Trinity Stars no último período, no seu nível máximo, Stage III.

É dada a oportunidade aos alunos do 4º ano de realizar uma visita de estudo a Londres no final do ano letivo, que já vem sendo uma tradição, de forma a contactarem de perto com a realidade e cultura Britânicas. Esta viagem é organizada por uma escola inglesa de línguas, reconhecida pelo British Accreditation Council – BAC, que promove cursos de verão para alunos estrangeiros. A aprendizagem do Inglês, uma das línguas francas mais faladas em todo o mundo, é considerada de primordial importância num percurso formativo de qualidade numa sociedade global, caracterizada pelo plurilingualismo e interculturalismo.

MATRIZ CURRICULAR

As politicas educativas da União Europeia prevêem o domínio de pelo menos duas línguas estrangeiras a nível das qualificações académicas, o que se tem vindo a traduzir num aumento do número de escolas que estão a adotar modelos integrados de educação bilingue, como é o caso da Queen Elizabeth’s School que tem vindo a apostar na implementação do Programa Primário Internacional de Educação da Universidade de Cambridge, o qual constitui uma mais valia por ser considerado um currículo de excelência a nível internacional em complementaridade com o currículo nacional.cambridge-primary-shool_diploma-300x424

 

Os alunos seguem o curriculo nacional, sendo  acompanhados por um professor do 1º ciclo do ensino básico ao longo das 25 horas semanais do currículo português, acrescidas de nove horas e meia letivas semanais de inglês lecionadas por um professor nativo da língua, incluindo sete horas e meia para a aprendizagem de língua inglesa, e mais duas horas letivas, uma hora para cada disciplina, que se destinam ao ensino de Matemática e Ciências do Programa Internacional Primário da Universidade de Cambridge, dadas por professores com formação nessas áreas, que são coadjuvados por professores da língua inglesa.

No ensino das Ciências, é dado um papel preponderante ao ensino experimental e ao trabalho prático no contexto da aprendizagem científica. Na área da Matemática é reforçado o desenvolvimento da capacidade de raciocínio e o pensamento abstrato, recorrendo a jogos matemáticos para a resolução de problemas. Tanto o Professor de Inglês como o de Português trabalham em articulação no projeto curricular de turma, nas atividades e festas escolares, bem como na partilha de informação tendo em vista a adequação do processo educativo ao sucesso escolar da criança, valorizando as aprendizagens escolares formais e informais feitas pelos alunos num ambiente bilingue.

Pré-escolar 1º Ciclo Básico
Abertura do Colégio 8h00m 8h00m
Entrada/Início das aulas 9h00m (Inglês – Sistema de Ensino de Imersão Parcial) 8h30m (Programa Curricular Oficial Português, 1 hora semanal de Primary Science e 1 hora semanal de Primary Maths com a distribuição da carga horária de acordo com o Quadro que abaixo se indica)
Recreio da manhã 10h00m-10h30m 11h00m-11h30m
Reentrada 10h30m 11h30m
Almoço 11h30m-12h30m 12h30m-13h00m
Recreio do almoço 12h30m-14h00m 13h00m-13h45m
Sesta (3 anos) 12h45m-14h00m
Entrada 14h00m 13h45m
Recreio da tarde (a) /
Lanche (b)
15h30-15h45m(a)
15h45m-16h15m(b)
15h00m-15h15m(a)
15h15m-15h30m(b)
Reentrada 16h00m 15h30m (Cambridge Primary Programme – English as a Second Language)
Saída/Termo das actividades lectivas 16h50m 17h00m
Actividades extra –curriculares a partir das 17h10m a partir das 17h10m (Clubes de Inglês)
Fecho 19h00m 19h00m (Clubes de Inglês até às 20h00)

 

 

QES Horários 2015-2016 – Primary Math

QES Horários 2015-2016 – Primary Science

Clubes de Inglês

Criámos os Clubes de Inglês no ano letivo de 2009/2010, a funcionar em horário extra-letivo, para os alunos dos 3º e 4º anos interessados e motivados em alargar os seus conhecimentos da língua inglesa e melhorar o seu nível de fluência, que decorrem, respetivamente, para o 3º ano duas vezes e para o 4º ano três vezes por semana, tendo cada sessão a duração de 45 minutos.

Os alunos e antigos alunos que frequentam estes Clubes são propostos aos exames do Trinity College London e a níveis mais avançados dos exames da Universidade de Cambridge.

Exames do Trinity College London:

– Integrated Skills in English ISE O – alunos do 4º ano, nível A2 do Quadro Europeu Comum de Referência para Línguas (QECR)

  • ISE I – alunos do 5º e 6º anos, nível B1 do QECR
  • ISE II – alunos do 7º e 8º anos, nível B2 do QECR

– Graded Exams in Spoken English

  • GESE 7 – alunos do 6º ano, nível B2.1 (lower level) do QECR
  • GESE 8 –  alunos do  7º ano, nível B2 do QECR

Os exames de língua inglesa ISE e GESE do Trinity College London obtiveram o Quality-mark do ALTE (Association of Language Testers in Europe), um prémio de excelência na certificação de línguas em 2013, tendo sido submetidos a uma rigorosa auditoria e reunido 17 indicadores de qualidade.

Learner profiles ISE II (CEFR B2) in ISE leaflet for Universities and Colleges.

◗◗ understand the main ideas of complex spoken and written English on both concrete and abstract topics ◗◗ use active and passive vocabularies sufficient to cover a wide range of subjects, including technical topics within his or her field of specialisation ◗◗ interact with a degree of fluency and spontaneity that makes regular interaction with native speakers of English quite possible without strain for either party — language production is spontaneous and natural ◗◗ explain his or her viewpoint on a topical issue, giving the advantages and disadvantages of various options ◗◗ read, respond to and write clear, detailed texts on a wide range of subjects Common European Framework of Reference (CEFR) Chart 2013.

trinity logo

Exames da Universidade de Cambridge:

– Cambridge English: First – B2

– Cambridge English: Advanced – C1

– Cambridge English: Proficency – C2

Examinatio nCentre Statement

Comentários estão fechados