QES – Queen Elizabeth's School

Fundação Denise Lester - Queen Elizabeth's School

"Look up, you always find a star in your life" - Margaret Denise Eileen Lester, O.B.E.

Projeto FLY- Fun Learning for Youngsters (2010-2012)

OBJETIVOS DO PROJETO FLY

logo FLY_LLP

O objetivo primordial do projeto FLY prendeu-se com o aumento do sucesso escolar dos alunos envolvidos, estimulando a sua curiosidade e prazer na aquisição de novas aprendizagens ao longo da vida, promovendo uma educação holística centrada nos direitos humanos, na inclusão social, na cidadania ativa e na formação pessoal dos alunos. Outro dos objetivos foi abrir portas ao diálogo intercultural, valorizando a riqueza da diversidade de culturas e línguas dos Estados membros da União Europeia, e a sua importância para o gozo em pleno dos direitos que assistem aos cidadãos europeus.

Neste Projeto deu-se um papel de relevo à aprendizagem precoce do Inglês em contexto bilingue, no desenvolvimento de competências multilinguísticas numa sociedade cada vez mais global, desenvolvendo nas crianças competências multidisciplinares e transversais ao currículo, envolvendo as àreas das Expressões, Ciências e TICs, de uma forma criativa.

Ao longo do projeto FLY recorreu-se a uma nova abordagem pedagógica AILC/CLIL (Aprendizagem Integrada de Línguas e Conteúdos/Content and Language Integrated Learning) no ensino de uma língua estrangeira, neste caso concreto a língua inglesa, a qual foi utilizada como língua oficial de comunicação entre as escolas parceiras, bem como explorada como meio de desenvolvimento de certos conteúdos programáticos disciplinares curriculares no sentido de, a nossa escola passar a ter um currículo bilingue integrado, o qual culminou com o reconhecimento da Queen Elizabeth´s School como Cambridge Primary School em 2013, do Programa Internacional Educativo e de Exames da Universidade de Cambridge.

METODOLOGIAS E ABORDAGENS PEDAGÓGICAS E DIDÁTICAS

O ensino precoce de uma segunda língua é fundamental porque contribui para melhorar competências multiculturais e linguísticas na área da comunicação oral e escrita e constitui uma grande oportunidade para a comunidade escolar desenvolver experiências educativas com outras escolas e instituições no âmbito de programas de intercâmbio a nível europeu e internacional, bem como na participação em redes europeias ligadas à educação, para pôr em prática uma segunda língua com nativos dessa língua e conhecer outros povos e culturas.

De um modo geral, as estratégias de aprendizagem para crianças mais novas são apoiadas pelas áreas das expressões plástica, dramática, musical e educação físico-motora, e as TIC, que as ajudem a fazer associações de vocabulário chave e, por conseguinte, a uma melhor memorização com base em exemplos reais.

As metodologias e abordagens pedagógicas e didáticas utilizadas foram: o Early Language Learning, Content and Language Integrated Learning (CLIL), Topic Based Learning (TBL), ICT – Based Content, e Creative Curriculum.

Na exploração destas novas abordagens, fizemos prevalecer o humanismo no desenvolvimento global da criança, respeitando a individualidade e liberdade de expressão de cada aluno, o seu espírito crítico, sentido de responsabilidade social, estético e criativo, de forma a despertar nos alunos a natural curiosidade pelo saber e o gosto pela aplicação ao estudo.

Plano de acção relativo às actividades desenvolvidas e avaliação dos resultados alcançados

Dezembro 2010 – Exposição sobre Cidadania: cada escola parceira realizou uma exposição sobre a cidadania que esteve aberta a toda a comunidade educativa, tendo também sido convidadas algumas entidades oficiais locais;

Janeiro 2011 – Criação do Layout da página da Internet do Projeto FLY: o endereço eletrónico é http://www.flyproject.org/

Março 2011 – Elaboração de Brochura sobre as ONGs (Organizações Não Governamentais): os parceiros espanhóis compilaram uma brochura que faz uma descrição do modo como cada escola parceira abordou aquela temática com os alunos, no sentido de estudarem aprofundadamente o trabalho realizado e áreas de atuação de uma ONG ou/e de uma IPSS (Instituição de Solidariedade Social) que se tenha distinguido no seu país;

Maio/Junho 2011 – Feira de Qualidade Alimentar: cada escola realizou uma feira para promover cuidados básicos com a alimentação e estilos de vida saudáveis;

Setembro 2011 – Livro de Receitas: a escola Turca recolheu todas as receitas típicas regionais que cada escola parceira enviou, características do seu país;

Outubro 2011 – A página da Internet do Projeto FLY ficou online;

Maio 2012 – Manual de Boas Práticas Pedagógicas e Planos de Aula na área da Educação Cívica: a escola parceira inglesa foi responsável pela sua compilação e layout dos planos de aula;

Maio 2012 – DVD de Boas Práticas Pedagógicas: a escola parceira portuguesa elaborou um DVD intitulado “Voluntariado e Cidadania Ativa”;

Junho 2012 – Fly Mini-Jogos Olímpicos: cada escola participante foi responsável pela organização de umas mini-olimpíadas.

A avaliação do impacto do projecto na melhoria da motivação e desempenho escolar dos alunos foi aferida através de iniciativas, concursos e eventos sociais organizados pela própria comunidade educativa, entidades oficiais e internacionais e sociedade civil, nomeadamente através da participação na «Volta às Capitais» do Ano Europeu do Voluntariado 2011, que decorreu no Fórum Picoas em Lisboa, e na comemoração de Semana Comenius, entre outros.

A implementação deste projeto foi acompanhada e apoiada por relatórios regulares, mobilidades transnacionais com as escolas parceiras e dois questionários, um inicial e outro final, elaborados conjuntamente e objeto de posterior tratamento estatístico para monitorizar o progresso do plano de ação, tendo em vista a concretização dos objectivos do projeto FLY e a promoção de uma dimensão europeia da educação.

DIMENSÃO EUROPEIA

Descobrir novas metodologias e abordagens pedagógicas e didáticas resultantes da troca de experiências entre professores de escolas de outros Estados membros da União Europeia, com sistemas educativos diferentes, e sensibilização dos docentes e discentes respetivos para uma dimensão europeia da educação.

Quanto às prioridades europeias, temos a referir que o ensino da língua inglesa em todas as escolas participantes nesta parceria multilateral Comenius, foi feito recorrendo à utilização das TIC como meio de informação, comunicação e divulgação por execelência. A língua inglesa como língua franca foi utilizada nas escolas desta parceria como um veículo de entendimento e compreensão intercultural e promoção de uma cultura de cooperação e inclusão em salas de aula, com alunos de diferentes nacionalidades e etnias. No que respeita às prioridades nacionais, todas as escolas participantes apostaram no ensino precoce de línguas como um fator decisivo para combater qualquer tipo de barreira socio-cultural, com enfoque numa perspectiva inclusiva e multicultural. Todo o plano de ação desenvolvido ao longo do Projeto FLY foi susceptível de ter continuidade e de ser transferido para outras realidades educativas por terem sido desenvolvidas temáticas de interesse geral como a cidadania ativa, estilos de vida saudáveis, o multiculturalismo, novas metodologias e abordagens na aprendizagem de línguas estrangeiras. A divulgação dos resultados alcançados tem sido feita através das páginas da Internet e Facebook das escolas participantes, das plataformas Etwinning e European Shared Treasure, bem como noutros meios de comunicação social (jornais e revistas)

Relatório de Avaliação

avaliacao

 

 

————————————————————————- English version —————————————————————-

FLY – FUN LEARNING FOR YOUNGSTER

Abstract

To raise attainment is a high priority in our project. We aim to do this by making learning more interesting and therefore increasing pupils’ motivation both in formal and informal learning. This would be done by promoting openess, tolerance, creativity, innovation and healthy lifestyles from an early stage in a culturally diverse environment and rapidly changing world.

The motivation for this project was to increase pupils’ attainment and to develop their enjoyment of learning by working with the students of the schools involved in this project on the diversity of European cultures and languages, and the value of this diversity and the understanding among people for the promotion of an active European citizenship.

With this Project, we aimed to:

Adopt a holistic approach to the schools’ curricula reinforcing learning within and across subjects, multidisciplinarity and transversal competences, new cross-curricular didactics involving the Arts, Science, ICT and other subjects in a creative manner;

Develop a transversal project promoting intercultural dialogue and new pedagogical methodologies (Early Language Learning, Content and Language Integrated Learning – CLIL, Creative Curriculum) and exploring the potential of ICT (e-Twinning, blogs, podcasts) to enhance children’s learning;

Develop pupils’ understanding of leading a healthy lifestyle within a multicultural context and active citizenship;

Explore the interaction between education, the wider community and professional development, alongside promoting an active European citizenship;

Develop a common identity and a sense of belonging to the European Union.

This project encouraged children to be motivated, self-assured and self-confident in their ability to use their skills, develop competences for their personal development and acquire knowledge that will hopefully be used for future employment and further develop as part of a lifelong learning process.

Comentários estão fechados